livro03.jpg

MANAUS – Dois acontecimentos literários simultâneos vão marcar o início das atividades da Academia Amazonense de Letras em 2007. O primeiro será no dia 23 de março, sexta-feira, às 18h30, na livraria Valer, com o lançamento do projeto editorial ‘Clássicos da Academia’.

No dia seguinte, sábado, 24, o Salão do Pensamento Amazônico, na sede da AAL, será reaberto com a volta do ciclo de palestras ‘Leituras Essenciais’ abordando o clássico ‘Os Lusíadas’, de Camões.

A coleção ‘Clássicos da Academia’ traz a reedição de sete obras raras, de todos os gêneros literários, de autoria de acadêmicos do passado. No dia 23 serão lançadas as novas edições de cinco dessas obras: ‘Lobo D’Almada – Um Estadista Colonial’, de Arthur Cezar Ferreira Reis, ‘Só a Educação Transforma os Povos’, de Araújo Lima, ‘Dom João da Mata’, do Padre Raimundo Nonato Pinheiro, ‘Amazônia em Novas Dimensões’, de Cosme Ferreira Filho, e ‘Experiências e Estórias de Baíra – O Grande Burlão’, de Nunes Pereira. Fazem parte do pacote ‘Vocabulário de Ruy Barbosa’, de João Leda, e ‘A Uiara & Outros Poemas’, de Octávio Sarmento, este com lançamento marcado para o dia 30 de março.

O novo volume, que traz importante documentação sobre os temas estudados por Arthur Reis, foi publicado em co-edição com a Editora Valer e com o apoio cultural da Secretaria Municipal de Cultura.

Fonte: Diário do Amazonas