tizuka-yamasaki.jpgBrasília – Um ritual indígena que mostra as relações sociais e culturais entre os índios da etnia Mehináko, do Alto do Xingu, e o pequi é o tema de Mapulawache – a festa do Pequi. O documentário foi apresentado hoje (14) no lançamento no Distrito Federal (DF) da terceira edição do Programa de Fomento à Produção e Teledifusão do Documentário Brasileiro (DOCTV).

O DOCTV tem o objetivo de criar maneiras de documentar histórias de diversas partes do país. Outra meta do programa é articular mercado para essa produção. “A produção independente e a TV pública podem unidas dar um novo desenho à produção audiovisual e à televisão no Brasil”, afirmou José Roberto Garcez, diretor de jornalismo da Radiobrás, entidade gestora do programa no DF. Para ele, o DOCTV é uma fórmula simples de valorizar a identidade nacional.

A representante da Associação Brasilense de Cinema e Vídeo, Ana Maria Muhlenberg, destacou no evento que a iniciativa “abre uma janela para exibição de filmes na televisão” e que essa divulgação pode alcançar um público maior do que os documentários exibidos no cinema.

A cineasta Tizuka Yamasaki também esteve em Brasília para o lançamento do DOCTV no DF. Segundo ela, o programa dá “espaço para pessoas de diversos lugares do Brasil documentarem o seu lugar, a sua cultura, a sua gente”.

Ainda segundo a cineasta, esta é uma oportunidade de filmes serem realizados “sob uma ótica de realizador do local que fará tudo com uma intimidade diferente do que, por exemplo, um cineasta de São Paulo”.

Sandro Dreher é diretor de uma produtora em Porto Alegre (RS). Para ele, a iniciativa do governo tende a valorizar e estimular a produção de documentários.

“O Brasil só tem a ganhar ao mostrar a diversidade da nossa terra, dos povos. As pessoas vão ver que cada região tem um olhar, um jeito diferente para contar quem sabe até as mesmas histórias”, afirmou Dreher.

O lançamento do programa na capital gaúcha também ocorreu hoje. Foi exibido o filme Lutzenberger: For Ever Gaia, produção que conta idéias e realizações do ecologista que dá nome ao filme.

Lutzenberger: For Ever Gaia, Mapulawache – a festa do Pequi e mais 33 documentários inéditos serão exibidos nas emissoras públicas do país aos domingos a partir do dia 18, às 23 horas. As produções foram selecionadas entre 859 inscritas em 27 concursos estaduais do DOCTV.

O programa é uma parceria da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, Fundação Padre Anchieta/TV Cultura e Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (Abepec). Conta também com o apoio da Associação Brasileira de Documentaristas (ABD).

Fonte: Agência Brasil

About these ads