Começou nesta terça-feira a minissérie Amazônia, da TV Globo, que mostra um outro lado da região – o dos seringueiros. Uma outra faceta, a turística, revela um lugar cheio de cores e sabores e inclui mercados ao ar livre, como o Ver-o-Peso, de Belém, e jóias como o Teatro Amazonas, em Manaus. Aproveite a curiosidade despertada pela minissérie e veja sete atrações bem bacanas na área que compreende os Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão:

1- O grandioso Rio Amazonas é o resultado da mistura das águas barrentas do Solimões com as águas escuras do Rio Negro. O encontro dos dois ocorre a cerca de 10 quilômetros de Manaus, de onde os rios passam a correr juntos. Hotéis e agências de turismo promovem passeios diários até o encontro das águas, geralmente com saída do Porto de Manaus. Na Viverde (www.viverde.com.br), o roteiro custa R$ 100 por pessoa.

2- Luxo combinado à proximidade com a natureza. Eis a receita dos hotéis de selva, estabelecimentos no meio da mata que não dispensam o serviço de um cinco-estrelas. No Pakaas Palafitas Lodge (0–69- 3541-3058; diárias a R$ 282), em Rondônia, a piscina suspensa impressiona. Já no Tiwa Amazonas Ecoresort (0–92-9995- 7892; diárias a R$ 450), próximo a Manaus, o destaque é um mirante de 25 metros de altura.

3- Montado pela primeira vez em 1688, o tradicional – e colorido – Mercado Ver-o-Peso, em Belém, conta com cerca de 2 mil barraquinhas que vendem todos os tipos de alimentos, artesanato e ervas medicinais. O local tem esse nome porque o peso das mercadorias que chegavam pelo porto era verificado ali no período colonial.

4- A região de Alta Floresta, trecho da Amazônia em Mato Grosso, é procurada por observadores de pássaros do mundo todo pela grande diversidade de espécies. Mais de 570 tipos de aves vivem por lá, caso do falcão cryptico.

5- O fim de junho no Estado do Amazonas é marcado pelo Festival Folclórico de Parintins, uma espécie de carnaval fora de época. Nele, o boi-bumbá azul Caprichoso e o vermelho Garantido fazem as vezes de escolas de samba e se enfrentam em desfiles no bumbódromo, uma arena com capacidade para 35 mil pessoas. O boi-bumbá é uma adaptação da tradição nordestina do bumba-meu-boi.

6- Portais feitos de mármore, candelabros importados de Murano, na Itália, e obras de artistas europeus ajudam a fazer do Teatro Amazonas, em Manaus, um dos mais luxuosos da América Latina. Inaugurada em 1896, a casa de espetáculos representa a riqueza do período áureo da borracha. Tem capacidade para 700 pessoas.

7- A floresta primária preservada no Parque Ambiental Chico Mendes, a 10 quilômetros de Rio Branco, no Acre, é cortada por trilhas. Nelas, o visitante entra em contato com aspectos da vida na Amazônia, como o trabalho dos seringueiros e as lendas da região.

in Estadão