Cerca de 30 famílias Tupinambá de Olivença foram retiradas da área denominada fazenda Cachoeira na região do Maroim, próximo a Vila Brasil, município de Una, a cerca de 470 km de Salvador, pela Policia Federal. As lideranças Tupinambá entregaram documento ao Conselho Indigenista Missionário, onde denunciam a demora da Funai na publicação do Relatório de Identificação do Território e acusam o Órgão Governamental de enganá-los. No documento os Tupinambá afirmam que por varias vezes foram tranqüilizados pela Funai, e que os cuidados necessários para garanti-los na terra, que eles ocupavam desde o mês de março de 2006 estavam sendo tomados, mas foram surpreendidos pela noticia que a Policia Federal iria cumprir a reintegração de posse expedida pela Justiça Federal de Ilhéus.  [ler]