O diretor-geral de Cartografia do Incra – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, Edaldo Gomes, declarou nesta sexta-feira (18) à Radiobrás, que o aumento de 100 para 500 hectares no tamanho máximo das áreas públicas federais que podem ser regularizadas deve inibir a grilagem de terras na Amazônia.  [ler]